Alexandre Lobanov

Rússia, 1925 - 1990

Alexander Pavlovich Lobanov foi um artista outsider russo, particularmente conhecido pelos seus autorretratos detalhados e pela representação frequente de armas. Nascido em Mologa, em 1924, Lobanov contraiu meningite antes dos cinco anos e ficou surdo e mudo. Em 1947, foi internado num hospital psiquiátrico, por comportamento agressivo. Mais tarde, em 1953, foi transferido para um hospital menos restritivo, tendo aí conhecido o desenho. Por mais de cinquenta anos, produziu centenas de obras bastante uniformes, no que respeita ao estilo e conteúdo. A escolha de materiais foi também consistente – Lobanov manteve a tinta, lápis, lápis de cor e canetas ao longo dos anos. O principal tema da sua obra são os autorretratos detalhados, feitos à semelhança dos retratos de ícones revolucionários russos, frequentemente carregando ou cercado por espingardas, metralhadoras, espadas e diversas outras armas. Lobanov fazia ainda referências frequentes à instituição psiquiátrica onde estava. Na década de 1970, o autor desenvolveu um profundo interesse pela fotografia. Os seus retratos fotográficos eram semelhantes aos seus desenhos, já que se representava num ambiente povoado por armas de fogo, feitas a partir de cartão com ornamentos e símbolos comunistas. As suas obras foram expostas pela primeira vez em Yaroslavl como parte do projeto INYE (“Outros”) e hoje fazem parte das mais importantes coleções internacionais de Arte Bruta.

Fonte: Adaptada de Russian Outsider Art

© Cortesia christian berst art brut