Paul Amar

Argélia, 1919 - 2017

Paul Amar nasceu em Argel, Argélia. Aos 17 anos foi para Paris aprender o ramo do cabeleireiro. Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, durante a qual serviu como soldado, casou-se, teve filhos e voltou para Argel para trabalhar como taxista. Durante a guerra da Argélia, em 1962, foi repatriado para a capital francesa, onde voltou a trabalhar como motorista de táxi. Doze anos depois, aos 55 anos, Paul Amar descobriu ocasionalmente objetos feitos de conchas numa loja de souvenirs. Desde então, embarcou na criação de uma série de obras tridimensionais feitas a partir de conchas. No seu pequeno apartamento usado como estúdio, moeu e esculpiu mexilhões, búzios e corais, que eram depois montados com cola e pintados com tinta acrílica ou verniz de unhas. Por vezes, os elementos escultóricos são dispostos em composições mais complexas e integrados em estruturas do tipo caixa, como se fossem baixos e altos relevos, que são iluminados com lâmpadas escondidas em conchas de ouriço-do-mar.

Fonte: Collection de l’Art Brut Lausanne

© Cortesia christian berst art brut